quinta-feira, 9 de julho de 2009


"Esse afeto desmesurado,

nossa troca preciosa,

a forma como me aceita(quase) sem querer mudar uma vírgula em mim,

esse amor que você me dá,

que me dá do jeito mais convencional à maneira mais inusitada,

o jeito inteiro com que me nutre.

Você é certamente o grande amor da minha vida,

o amor que me transforma,
fortalece
e
acalma.
Você é minha alegria mais genuína.
Meu colo de paz, segurança e aconchego.
O toque da renovação na minha vida e em mim.
Você é meu referencial de companheirismo mais saudável:
sem cobranças,
sem expectativas irreais,
com entrega,
torcida,
parceria,
presença e leveza.
De mãos dadas, nessa estrada infinita sinto que o mundo é mais bonito.
Tudo em nós é esse encontro; do primeiro passo à dança mais completa.
E qualquer coisa que eu escreva vai ficar pequenininho diante do teu tamanho,
do teu valor,
da tua beleza,
e
desse amor que não cabe na palavra mesma.
Porque tudo entre nós é transcendência
e a continuação de uma relação que vem de lá,
desde muitas e muitas outras existências.
Nós sabemos o que temos.
E celebramos esse amor que nos parece óbvio,
mas que ainda é tão raro!
Eu te amo para sempre e desde sempre.
E o que aprendo com você é meu presente diário.
Obrigada por toda a reciprocidade.
Obrigada por ensolarar meu coração.
*
*
Marla de Queiroz

Obs: Quero agradecer a Marla de Queiroz por nos presentear com textos tão maravilhosos facilitando assim expressarmos, através de seus escritos, nossos sentimentos.
Algumas partes do texto eu alterei para que coubesse na minha história de amor.
O texto não está completo, peguei apenas partes do que gostaria de ter escrito para o meu " sol particular".
Embora não seja de minha autoria (infelizmente) o amor descrito aqui é sentido por mim plenamente.

Um comentário:

Ana Filipa Silva disse...

Obrigada pela partilha. Muito profundo e muito tocante. O amor incondicional é maravilhoso! Parabéns por o ter na sua Vida.