domingo, 14 de junho de 2009

PROMESSAS MATRIMONIAIS

Autor: Mário Quintana

Promete

não deixar a paixão fazer de você uma pessoa controladora,
e sim respeitar a individualidade do seu amado,
lembrando sempre que ele não pertence a você
e que está ao seu lado por livre e espontânea vontade?


Promete

saber ser amiga(o) e ser amante,
sabendo exatamente quando devem entrar em cena uma e outra,
sem que isso lhe transforme numa pessoa de dupla identidade
ou numa pessoa menos romântica?


Promete

fazer da passagem dos anos uma via de amadurecimento
e não uma via de cobranças por sonhos idealizados
que não chegaram a se concretizar?


Promete

sentir prazer de estar com a pessoa que você escolheu e
ser feliz ao lado dela pelo simples fato de ela ser a pessoa
que melhor conhece você e
portanto a mais bem preparada para lhe ajudar,
assim como você a ela?
Promete se deixar conhecer?

Promete

que seguirá sendo uma pessoa gentil,
carinhosa e educada,
que não usará a rotina como desculpa para sua falta de humor?

Promete

que fará sexo sem pudores,
que fará filhos por amor e por vontade,
e não porque é o que esperam de você,
e que os educará para serem independentes e
bem informados sobre a realidade que os aguarda?


Promete

que não falará mal da pessoa com quem casou
só para arrancar risadas dos outros?


Promete

que a palavra liberdade seguirá
tendo a mesma importância que sempre teve na sua vida,
que você saberá responsabilizar-se por si mesmo
sem ficar escravizado pelo outro e
que saberá lidar com sua própria solidão,
que casamento algum elimina?


Promete

que será tão você mesmo quanto
era minutos antes de entrar na igreja?
...
Sendo assim,

declaro-os
muito mais que marido e mulher:
declaro-os maduros. "

***********************************************
Este texto de Mário Quintana é belíssimo
e deveriam ser estas as promessas a serem feitas
junto ao altar, não a de amor eterno.
Nenhum amor sobrevive a maus tratos,
indiferença,
indelicadezas,
falta de companheirismo
e tantas outras atitudes que matam
qualquer relacionamento, seja ele de amor ou de amizade.
O compromisso de ambos diante desta condição de "casados"
dirá de seu sucesso ou de seu fracasso.
Digo "condição" por ter visto muitas mudanças comportamentais depois do "sim"
Homens e mulheres passando a agir como proprietários um do outro,
sem nenhum respeito a individualidade de cada um.
Sempre digo a minhas filhas que o que faz o relacionamento ser duradouro é medido pelo prazer que se tem de estar juntos.
E, se as promessas feitas acima forem cumpridas
haverá grandes chances de serem verdadeiras as palavras
...até que a morte nos separe!
********
Hoje vivo um " casamento" real
onde os "prometo" acima continuam sendo vivenciados
no nosso dia a dia e, que, será "...eterno o quanto dure."
Obrigada meu amor pelo lindo poema e
por toda a felicidade que tens me dado.
TE AMO MUIIIITTTOOO!!!!

********

Olhem o que ele me escreveu no dia dos namorados:
.
Glads,
minha doce amada,
No dia dos namorados
Tentei fugir da mesmice...
Não dizer-lhe as mesmas coisas
Que anteriormente eu já disse....
.
Então forjei algum verso
Bem romântico e bonito...
Tentando nele ser dito
De nosso mundo o esplendor...
Mas, quanta simplicidade!
Meu poema, na verdade,
Estava aquém deste amor!
.
Glads querida, os meus versos
Não vou dizer-lhe nenhum...
Melhor mesmo é que eu repita
Um ritual mais comum!
.
A praça estará bonita ...
A vida cheia de graça...
Minha mão na sua mão...
Meu olhar no seu olhar...
E nesse enlevo sem par,
Um riso... um beijo... um abraço...
Depois jantar lá no Paço,
Namorar e passear...
Tudo, tudo, a gente faz,
Como fez há um ano atrás...
.
E ao som de uma canção,
Que eu também quero cantar,
De novo eu vou confessar
Num bilhete escondidinho
Entre as rosas de um buquê
O meu sentimento escrito:
- Tão grande quanto o infinito
É meu amor por você!
(José de Anchieta Batista)
****************
Rio Branco - Junho de 2009

Um comentário:

POPI by Paula disse...

Nossa!!!!
babei!! gentein q amor mais lindo!!!
vc merece!!!
Ops..e sobre sua maquina sei q é chato mas daqui a pouco vc compra outra. Quem é do bem sempre tem!!!
bjus enormes
Paula